Durante todos estes anos de trabalho, sempre procurei observar e identificar diamantes brutos, jovens ou nem tanto, que percebo terem um conjunto de atributos naturais já desenvolvidos, mas que principalmente tenham brilho nos olhos e extrema vontade de evoluírem em suas vidas e carreiras.

Quando os identifico, procuro desenvolvê-los calmamente, mesmo sabendo que a grande maioria não estará comigo no futuro, por uma simples razão, altruísmo e um sentido de devolver ao máximo para estes aspirantes, aquilo que recebi da vida. É notório o querer destas pessoas em desbravar suas vidas e conquistar a tão almejada independência. São ansiosos, insatisfeitos e agitados, tudo muito natural quando ainda não existe compreensão sobre diversas coisas da vida.

Às vezes sinto eles questionando em seus pensamentos o motivo ou o ganho que tenho em investir parte do meu tempo em seus desenvolvimentos. Mal sabem eles o tamanho da recompensa por estar retribuindo a eles parte do que pude assimilar da vida até o momento.

No decorrer destes anos e acompanhando várias evoluções, tenho percebido algo que vale ser explanado e colocado em discussão. É muito normal que vários destes aspirantes, desenvolvem um alto grau de compreensão a respeito de diversos termos que costumo abordar, principalmente a respeito do desenvolvimento da integridade pessoal.

Este tópico trata especialmente sobre a verdade interna e o desequilíbrio vivido por cada um no campo íntimo, aquele local em que não existe jeitinho ou mentiras, a chamada “hora da verdade” consigo mesmo.

Procuro orientá-los de forma prática, a desenvolverem o hábito de alinhar o pensamento, a fala e a ação de maneira linear para que estabeleçam um equilíbrio desde o pensamento, com aquilo que prometem e como agem.

Como muitos definem o ganho monetário como centro das decisões, é muito comum desenvolverem grandes conflitos internos, pois iniciam com pensamentos baseados em princípios universais e valores pessoais, porém, depois já começam a distorcer suas expressões, conduzindo suas decisões e atitudes de forma totalmente desalinhadas.

É muito normal iniciarem contínuos atos de procrastinação à consciência, em detrimento às suas buscas, destruindo assim toda integridade pessoal.

A consequência psicológica é devastadora, iniciam processos de total desequilíbrio e consequentemente entram em prisões isoladas, pois conversar ou se abrir sobre estes acontecimentos, é algo impensado, já que abrirão sua caixa preta, ato que a maioria não tem a menor coragem de fazê-lo.

O meu intuito aqui, é que, por ser algo normal e frequente, falar sobre este assunto, possa vir a colaborar não só com estes aspirantes, mas com muitas e muitas pessoas que durante a vida não falaram sobre isto e pouco conseguiram se organizar frente a estes fatos. Muitos, até por não terem uma conscientização do desalinhamento e do desequilíbrio que este simples hábito pode causar em suas vidas.

Faça um teste, alinhe esta tríade e veja você mesmo o efeito que isto pode causar em sua vida e o quanto isto pode mudar a percepção daqueles que estão a sua volta. Mudar este hábito, pode causar uma sensação de paz e equilíbrio que poucas vezes você possa ter sentido em sua jornada.

Tente, não custa nada, você pode se surpreender com os resultados.

Informe seu e-mail:
ME INSCREVER

Receba meus artigos diretamente no seu e-mail

Se mantenha atualizado, assim que postar um novo artigo no blog você será avisado.
close-link