Há muito tempo ouvi esta sábia frase. Seu entendimento causa tensão por sua dicotomia, a pressa não combina com a vagareza e por serem tão antagônicas, provocam uma grande reflexão quando espelhadas em nossas vidas e mais ainda, aos negócios.

Sempre fui muito agitado, por vezes, até afobado por ter uma natureza imediatista, instantânea até. Quando jovem, aos 24 anos, fui diagnosticado com duas úlceras no duodeno, provocadas única e exclusivamente por minha ansiedade e aflição em conseguir colocar todas as minhas ideias e planos em prática.

Entendi logo cedo que existiam duas maneiras de entender as coisas na vida, uma pelo amor e outra pela dor. Na grande maioria, principalmente quando jovens, procrastinamos os ensinamentos daqueles que nos amam, por querer fazer do nosso jeito, da maneira que acreditamos ser, aí surgem aquelas horas de aprender pela dor.

Dizem também, que na vida precisamos ser sábios e espertos ao mesmo tempo, os espertos aprendem com os próprios erros e os sábios aprendem com os erros dos outros. Seguir à risca os conselhos, mesmo daqueles que nos amam, pode ser uma prisão dos paradigmas. Assim como renegando por completo, podemos desperdiçar muito tempo até aprendermos o caminho correto.

Como também, a grande maioria das coisas, ter equilíbrio e bom senso nesta questão, acredito ser a melhor escolha.

A vida deve ser construída em bases sólidas e profundas, porém elas são demoradas em ser solidificadas, uma tarefa que leva tempo e não traz grandes resultados no curto prazo, ninguém as enxerga, e não são possíveis de serem desfrutadas.

Sabemos também que a pressa é inimiga da perfeição, sendo assim, o título deste texto faz todo sentido para aqueles que têm ambição de construir uma vida plena e sustentável.

Mantenha sempre a sua chama acesa, encontre um propósito verdadeiro que seja capaz de compreender que a vida deve ser vivida em sua plenitude no momento presente e não no futuro incerto. Continue afirmando a sua pressa, mas caminhe devagar para que tudo que for construído, inclusive os relacionamentos, tenham consistência e continuidade.

Marcelo Ponzoni

Extra: Convido vocês a conhecerem o trabalho da Jamile Coelho, uma guerreira que tive a felicidade de conhecer. Após enfrentar o câncer por quatro vezes, descobriu através do autoconhecimento e da libertação, um novo sentido em sua vida. Chama Acesa é o nome do seu livro e projeto. http://projetochamaacesa.blogspot.com/

Informe seu e-mail:
ME INSCREVER

Receba meus artigos diretamente no seu e-mail

Se mantenha atualizado, assim que postar um novo artigo no blog você será avisado.
close-link