Esta resposta, que me parece óbvia, não é voltada somente à questão de ser ou não melhor, mas, sim, de termos a possibilidade de conquistar ou não aquilo que a grande maioria almeja: ser diferente, prestigiado perante as nossas atitudes e comportamentos, ter importância frente aos nossos grupos sociais, ser requisitado no trabalho, querido na família e, por fim, benquisto pelos amigos.

Provavelmente você já tenha tentado entender o que é preciso fazer para ser melhor do que os seus competidores na vida. Possivelmente ficou confuso, agoniado e até desapontado por não ter entendido quais os parâmetros para fazer este tipo de avaliação, pois esta busca, sem dúvida, é uma das maiores utopias do ser humano.

A complexidade que define as habilidades, educação e capacidades de cada um é imensamente incompreensível em sua totalidade, tanto para nós mesmos e ainda mais quando queremos avaliar o próximo, para assim tentar superá-lo numa luta que, provavelmente, seja em vão.

A paz e o entendimento das nossas necessidades são muito mais práticos e verdadeiros de ser compreendidos por nossa própria avaliação do que naqueles que, às vezes, pretendemos superar.

Ao compreender que o nosso crescimento se dá na superação das nossas próprias capacidades e que estas são as únicas que conseguimos realmente entender e dimensionar estágios, imediatamente aliviamos nossas angústias e passamos a focar diariamente em nossas próprias superações sem prestar tanta atenção ou desejar ser aquele que normalmente nos comparamos.

Aparentemente não temos parâmetros próprios de avaliação, mas, diariamente, com nossos esforços e estudos, passamos a perceber e receber do mundo a nossa aceitação e elevação frente a tudo e a todos.

Costumo dizer que não somos nem mais nem menos daquilo que decidimos ser até este momento e se as escolhas futuras estiverem fincadas na maior dedicação, estudo e trabalho sobre nossos estágios, tenho bastante convicção que os resultados serão relevantes.

Você irá perceber que deixar de se comparar ou disputar com o próximo trará um alívio espiritual, dará muito mais tempo para se dedicar a você mesmo e trará sempre a sensação de dever cumprido frente aos seus esforços; se sentirá melhor do que você mesmo, dia após dia, e terá os parâmetros vivos em sua mente; conseguirá atribuir valor e resultados à sua dedicação e criará um vício em se melhorar a cada dia, quieto, com você, para você e por você.

Experimente! Foque na sua luta, na sua superação e ganhe autossegurança e convicção capazes de surpreendê-lo.

Informe seu e-mail:
ME INSCREVER

Receba meus artigos diretamente no seu e-mail

Se mantenha atualizado, assim que postar um novo artigo no blog você será avisado.
close-link