Provavelmente você deve conhecer alguém que antes de tentar solucionar os problemas de maneira solícita e proativa, inicia uma avalanche de “senãos”, apresenta cenários catastróficos, amplifica e reverbera ações e reações de maneira desproporcional, irritando os colegas, líderes e, às vezes, o próprio cliente. Por incrível que pareça, ele sempre se acha incompreendido. Aliás, acho que neste momento você deve estar com a fisionomia deste alguém mais nítida que a sua própria íris.

Independente de todas as funções que desenvolvi ao longo da minha carreira, acredito ter convivido com inúmeros perfis de profissionais. Costumo até dizer que todas as empresas, invariavelmente, convivem constantemente em suas equipes com a “praga” dos 7 anões e cabe à habilidade das lideranças conduzir as relações de todas essas diferenças ao melhor resultado  possível, equilibrando no dia a dia as competências x características x comportamentos numa só direção.

No tocante ao perfil em discussão, todos nós temos pelo menos um profissional desse por perto, assim como temos os zangados, os sonecas, os felizes e assim por diante. Em cada perfil, no qual sempre nos encaixaremos em certo momento, costumamos julgar as diferenças alheias e, muitas vezes, colocá-las num patamar de mais problemáticas que as nossas próprias.

É obvio que o tempo gasto numa reclamação seria melhor investido no trabalho em si. Com esta conclusão, chegamos no instante em que criticamos o próximo, assim como também é óbvio e sabido que todas as fraquezas dos perfis geram desgastes e aflições em seus opostos. A grande sabedoria daqueles que realmente desejam ter o melhor de cada par, está baseada na habilidade e equilíbrio da liderança e capacidade em interpretar potencialidades e administrar diferenças.

Os perfis técnicos, analíticos, prudentes, precavidos, atentos, avaliadores e cuidadosos podem parecer, em um primeiro momento, chatos, ranzinzas, criadores de barreiras, travas de evolução, mas na verdade são profissionais imprescindíveis para a retaguarda e proteção dos perfis arrojados, atirados, inventivos, por que não dizer, empreendedores. Afirmo isso por ser, em essência, o segundo perfil e desde o início ter me cercado do primeiro para potencializar energias e compor um grupo de capacidades e habilidades homogêneas.

Da próxima vez que as características alheias o incomodarem, lembre-se que as suas também incomodam alguém e, muitas vezes, o que pode parecer chato é a precaução de muitos aborrecimentos futuros.

Informe seu e-mail:
ME INSCREVER

Receba meus artigos diretamente no seu e-mail

Se mantenha atualizado, assim que postar um novo artigo no blog você será avisado.
close-link