Sim, podemos e devemos chorar quando a vontade chega. Chorar é uma resposta, uma descompressão, um momento em que colocamos um pouco das angústias para fora. Depois de um bom choro a alma respira aliviada, restabelecemos aos poucos um estado natural com mais leveza.

Sim, ninguém gosta de chorar e é provável que a grande maioria até se esforce para evitar o choro, mal sabendo o quanto ele pode ajudar. As lágrimas são a mais pura e verdadeira expressão dos nossos sentimentos e é claro que preferimos nos entregar ao choro de alegria e de felicidade.

A mágoa, que tanto conhecemos é despertada quando sofremos decepções, sejam as nossas como também as alheias, por ofensas, indelicadezas, ressentimentos e dissabores da vida. Ela também nos atinge quando estamos ameaçados, encurralados, sem saídas lógicas e possíveis. Na mágoa, sentimos o gosto da lágrima, daí vem a vontade de chorar, de expulsar o sentimento que não queremos mais sentir.

Já vivi épocas em que a mágoa permaneceu de maneira inexplicável, durante dias. Algumas vezes não sabia bem o que aquilo queria dizer. Às vezes ela surge e fica, tomamos água, suco, sorvete e nada, lá está ela de maneira incompreensível.

Nestes dias que estamos vivendo, provavelmente muitos de nós estejam magoados e com vontade de chorar, alguns todos os dias, outros nem tanto. As informações deflagram estas sensações e os fatos as intensificam. Falar sobre isto pode ser um bom caminho para nos aliviar, já que este sentimento é comum e natural.

Só de escrever estas palavras o gosto da lágrima subiu em minha garganta… Nossa sensibilidade está realmente aflorada como poucas vezes e por um período tão extenso.

Pode chorar!

Informe seu e-mail:
ME INSCREVER

Receba meus artigos diretamente no seu e-mail

Se mantenha atualizado, assim que postar um novo artigo no blog você será avisado.
close-link