10 maneiras de manter um cliente por anos e anos:

  1. Mesmos as empresas de produto são prestadores de serviço, tem atendimento ao cliente e questões ligadas as percepções subjetivas desta atuação, sendo assim, as entregas são fundamentalmente lastreadas pela solicitude e esforços das nossas frentes de atuação no campo.
  2. Durante anos, temos por experiência, inúmeras provas de que os clientes não só querem os resultados almejados, eles querem atendimentos que pulem na frente das suas expectativas como profissionais proativos e dispostos a resolver todo e qualquer anseio que ele tenha.
  3. Clientes querem mais atitudes diante das situações do que a solução esperada em si, querem atenção e marcação serrada no assunto em questão, em suas buscas e anseios.
  4. Se pagam para nós, fazer e resolver algo, é somente por não terem a capacidade de soluções pessoais, é o conceito da hesitação, se soubéssemos resolver problemas como os dentários, óticos e de saúde não gastaríamos o que gastamos para resolvê-los, se soubéssemos fazer roupas e moda não iriamos as lojas gastar o nosso suado dinheiro.
  5. Hoje temos um cenário de muita cobrança e ameaças,  pois como a oferta está muito grande, a tendência é cobrarem e exigirem mais de nós, querem e exigem atenção total.
  6. Não subestimem os concorrentes, pois deve ter alguém que faça o que fazemos, melhor, mais rápido e mais barato e se acreditarmos que não pode existir ninguém capaz disto, será o início da nossa queda, esta é uma maneira humilde de corrermos mais para não sermos pegos sem prévio aviso.
  7. Clientes querem proximidade, mimo, interesse, soluções, atitudes, vontade, modernidade, entrega verdadeira, transparência, retorno e isto tudo são os pilares da proteção que devemos ter em mente.
  8. Não deem espaço nesta relação, ainda mais num momento onde existem dezenas de gatunos aguardando para tomar o seu lugar, a qualquer custo, com qualquer sacrifício .
  9. Manter um cliente é 10 vezes mais barato do que conquistá-lo, haja visto a enormidade de investimentos feito pelo segmento para atrair novos clientes e assim roubá-los dos concorrentes, não é fácil, não é simples, não é barato e não é rápido conquistar ou recuperar um cliente.
  10. Nosso segmento vive de novidades, promoções, mas por pesquisa, 80% da compra é definida no ponto de venda, sendo assim, vejam a importância de todos os nossos esforços, mas ninguém melhor que a relação entre pessoas para agradar e atrair por via de um bom atendimento a vontade de um consumidor comprar em nossas lojas.

10 maneiras de perder um cliente em alguns minutos ou até segundos:

  1. Em toda a relação entre cliente e produto/serviço os primeiros segundos são cruciais para vida da relação, pois seremos permanentemente avaliados pelo nosso comportamento imediato até haver a construção da confiança que pode ser estabelecida nos primeiros segundos da aproximação, meras palavras não solucionam nem entregam as reais expectativas, todo cuidado é pouco, uma cara feia, um semblante fechado, uma roupa desarrumada, tudo pode gerar uma rejeição sem que as partes percebam diretamente o motivo.
  2. Acreditar que existe uma relação pessoal de intimidade e bem querer, o famoso ( o cara é boa gente ) pode ser a maior de todas as armadilhas numa relação profissional entre vendedor e consumidor, a propósito, intimidade nunca foi, nem nunca será o objetivo a ser conquistado nestas relações, qualquer sentido de insinuação ou abuso do espaço e educação podem encerrar imediatamente a relação.
  3. Não existe nada mais triste que entrar numa loja e não ser notado, se sentir o famoso ninguém para aquele estabelecimento e estamos cansados de ver rodinhas de vendedores desatentos ou dispersos, muitas vezes o cliente entra, tenta ser notado e sai sem a mínima percepção da loja. Conclusão, provavelmente ele irá demorar para retirar de sua mente aquela péssima experiência.
  4. Desculpas são uma espécie de fuga da realidade dos problemas em si, a soma deste artifício pode ser o caminho para morte prematura da venda.
  5. Já diziam, a mentira tem pernas curtas, elas são frágeis, inconsistentes, deixam rastros e expõem muito negativamente o profissional e a empresa. São facilmente percebidas e a somas destas constantes percepções provocam perdas incalculáveis.
  6. Irritações e intransigências são rapidamente percebidas pelos clientes e no dia a dia acabam por trazer cansaço e estagnação da relação.
  7. Deixar que outros se posicionem em seu lugar em situações relativas as suas competências transparece incapacidade do profissional e da direção da empresa, não dar limites pode fragilizar a relação e gerar percepções de medo, desconfiança e submissão.
  8. Erros acontecem mas a sequência deles numa mesma tecla passa a ser burrice, todos estão pré-dispostos a perdoar mas não duas vezes sobre o mesmo erro.
  9. Não existe nada pior que a má vontade, o desânimo, a expressão de cansaço diante do problema, clientes não querem ouvir ladainhas ou palavras escapistas, querem soluções imediatas.
  10. Demore para retornar algo que ele está esperando com rapidez e veja o que acontecerá, uma  possível morosidade pode irritar profundamente um cliente ágil e impaciente.
Informe seu e-mail:
ME INSCREVER

Receba meus artigos diretamente no seu e-mail

Se mantenha atualizado, assim que postar um novo artigo no blog você será avisado.
close-link