Em tempos de prospecção intensa, captação de leads, abordagens telefônicas, whatsApp, e-mails mkt e tantos outros novos pontos de contato, acabamos nos deparando com uma enxurrada de possibilidades e incômodos no nosso dia a dia.

Somos caça e caçadores neste campo de guerra. Trabalhamos todos os dias para afinar nosso arsenal para que ele seja capaz de agir no inevitável campo de vendas sem que nos desgastemos demasiadamente neste processo.

Esta luta não é simples, pois, por melhor que possam ser os métodos, não acredito que algum deles possa se definir como único ou perfeito. Este é um campo muito sensível, onde um passo em falso pode derrubar toda uma pirâmide. Algo como a brincadeira do castelo de cartas, na qual você vai construindo-o com muita calma e paciência para conseguir posicionar as cartas da maneira mais correta e alinhada, até o momento em que, próximo ao topo, um único gesto em falso pode colocar tudo abaixo.

Sou o maior fã da persistência, mas no campo da prospecção, o buraco é bem mais embaixo. Neste cenário, ela se transveste de insistência e, com um milímetro a mais, se torna chatice, um sentimento instantâneo capaz de derrubar o castelo em segundos.

Eu, assim como você, sou abordado de todas as maneiras, desde serviços de venda de produtos e planos de TV a cabo, a pacotes de operadoras… Uma enxurrada de abordagens que nos cansa, mas que mesmo assim, quando somos abordados com inteligência, respeito, tempo correto e espaço, passamos a considerar o assunto com outros olhos.

Conduzir abordagens de prospecção com inteligência, sensibilidade afinada e cautela é sem dúvida um caminho eficiente, afinal a prospecção é necessária para que as empresas desenvolvam negócios e possam ter a oportunidade de apresentar novas soluções para outras empresas, que por sua vez também necessitam conhecer novos fornecedores. Trata-se de algo comum, importante e saudável no campo dos negócios.

Ter bom senso nestas aproximações é o que mais os profissionais esperam daqueles que prospectam, mas infelizmente uma grande parte não cuida deste assunto com a importância devida e acaba gerando péssimas referências. São estas experiências negativas que neutralizam a possibilidade de encontrar novas e positivas oportunidades de mercado.

O tempo de todos nós, mais do que nunca, é o nosso bem mais precioso. Não iremos dispor dele com facilidade e, assim como pensamos, nossos prospects também pensam.

Aproximar-se para conquistar o tempo do próximo é uma arte da qual poucos têm habilidade. Sendo assim, cuide deste assunto com muita atenção, compreenda a importância e a sutilidade das palavras e meios empregados. Quem sabe assim, você conquistará o que deseja, de maneira elegante e principalmente respeitosa.

Os sinais são claros, respeite-os e coloque-se de maneira educada. Nem sempre as pessoas abrem espaço, mesmo para os mais sutis. Às vezes o momento não é oportuno e é neste instante que a insistência se torna chatice.

Leave a Reply

Informe seu e-mail:
ME INSCREVER

Receba meus artigos diretamente no seu e-mail

Se mantenha atualizado, assim que postar um novo artigo no blog você será avisado.
close-link