Artigos e pensamentosMotivação

Força MOTRIZ, o que isto tem a ver com as nossas vidas?

By 19 de outubro de 2015 No Comments

Assim encontrei no dicionário de termodinâmica: “potência motriz, algumas vezes força motriz, é um agente, como água ou vapor, usado para transmitir movimento”. Geralmente, a potência motriz é definida como um agente natural, como água, vapor, vento, eletricidade etc., usado para transmitir movimento para maquinário, um motor.

Neste sentido, quando olhamos para um automóvel identificamos várias partes em movimento, mas não são elas a verdadeira força motriz. O que vemos não está sendo propulsionado pela real força motriz.

Neste sentido, é fácil fazermos um paralelo com as empresas, equipes, times ou quaisquer outros grupos de atuação. Aquilo que normalmente é observado aos olhos é apenas reflexo, digo, a conexão provida por uma força motriz. Assim como um carro, as capacidades devem ser dimensionadas de maneiras proporcionais para o melhor aproveitamento das potências acopladas. Um eixo frágil não suporta uma potência elevada, mas o contrário não é verdadeiro. Um eixo forte suporta e sobra frente a uma potência fraca, tornando assim desnecessária a sua robustez.

Imagine a dificuldade de transferir este cenário para a enorme subjetividade encontrada nas relações interpessoais dentro dos grupos de atuação. Imagine um excelente líder com uma equipe frágil ou o contrário. Ainda bem que isso não existe nas empresas, não é? rs.

Pense agora numa engrenagem isolada, movimentada por uma força motriz própria, e engatada a outra engrenagem com a metade desta força, a conclusão será óbvia: a força média será reduzida pela metade. Agora imagine várias pessoas, engrenagens, de várias potências interligadas. Constatamos que a soma das velocidades, dividida pela soma do grupo, gera uma velocidade média para o conjunto. Sendo assim, logicamente concluímos que nem sempre uma força motriz de alta potência será sinal de alta performance na ponta e, agora sim, o contrário se faz verdadeiro.

Um líder, sem dúvida, é a força motriz de um grupo, mas sempre será preciso avaliar suas engrenagens para que soma e divisão sejam qualificadas para os melhores resultados na ponta. Neste sentido, veja a importância das equivalências dentro de um grupo. Todo o conjunto sempre será mais importante que as altas potências isoladas.

As empresas, os times, os automóveis devem sempre ser compreendidos como um conjunto, haja vista a dependência a que fica exposto um grupo quando todos dependem de uma só grande potência para que se tenha um aumento equivalente do todo. Quando se perde ou se danifica esta única força, todo o conjunto está exposto a níveis irrelevantes, independentemente da quantidade.

A força motriz é o grande impulsionador, iniciador de um movimento, mas jamais terá êxito isolado dentro de um grupo que não compreende a necessidade das equivalências e os acréscimos relevantes de seus esforços dentro do desempenho conjunto.

Existem engrenagens que somam forças, outras que sugam as forças e emperram o conjunto em silêncio. Às vezes, algumas não identificadas são forças motrizes desperdiçadas no meio das engrenagens.

Pensar nisto não custa nada, no entanto, não pensar pode custar muito caro.

Leave a Reply

Informe seu e-mail:
ME INSCREVER

Receba meus artigos diretamente no seu e-mail

Se mantenha atualizado, assim que postar um novo artigo no blog você será avisado.
close-link